Robotic Process Automation – Opções e Benefícios

Por: Ademir José Barba, 2021

 

A transformação digital é uma realidade em diversas áreas e isso é evidente quando uma pessoa simplesmente pega seu smartphone e efetua uma tarefa que antes exigia esforço manual e sua presença em determinado local. Nesse contexto, a automação passa a ser um recurso chave para expandir ainda mais a transformação digital nas organizações.

Como é possível notar, atualmente, existem empresas e organizações que se encontram mergulhadas em trabalhos burocráticos e repetitivos que requerem mão de obra humana. Esses trabalhos muitas vezes fazem parte de processos que podem ser melhorados com a automação de tarefas computacionais.

Diante dessa realidade surgiram ferramentas conhecidas como Robotic Process Automation (RPA). Essas ferramentas realizam um trabalho importante em automatizar tarefas repetitivas e trabalhosas. Além disso, elas contribuem com a diminuição dos erros humanos que podem aparecer nessas tarefas.

Essas ferramentas fornecem automação assistida ou automação autônoma de trabalhos. Na automação assistida o bots RPA requerem a participação de um ser humano. Já no caso da automação autônoma, a empresa instala os bots que nem se quer são notados pelos funcionários da empresa.

Quais são seus benefícios?

Este texto está falando de bots RPA, mas do que se trata o RPA de fato? Quais são seus benefícios?

As ferramentas de RPA surgiram da fusão de tecnologias como inteligência artificial, automação de fluxo de trabalho e captura de tela.

Muitas dessas ferramentas possuem editores visuais que permitem arrastar e soltar elementos na tela, a fim de configurar fluxos de trabalhos que serão executados pelos bots RPA.

Também por meio dessas ferramentas é possível configurar tarefas repetitivas deixando que o bot assimile/grave as ações que o usuário está efetuando na tela.

Algumas ferramentas de RPA contam com recursos de visão computacional que que podem ajudar a identificar imagens e também palavras em documentos, por meio do reconhecimento óptico de caracteres. Isso é importante porque permite que o sistema visualize e entenda os documentos.

Também é possível usar o RPA para que este realize tarefas dentro de outros tipos de aplicativos de negócios incluindo CRMs, ERPs, entre outros tipos de sistemas.

Pode-se também falar da capacidade de programar o momento de atuação de um bot e da capacidade de analisar as ações por eles efetuadas. Muitas ferramentas de RPA oferecem painéis que permitem o monitoramento e a análise das ações dos bots.

Todas essas características mostram que as ferramentas de RPA podem contribuir com eficiência em tarefas repetitivas e trabalhosas e também atuarem com precisão sem realizar erros que são comuns quando um humano realiza várias vezes uma tarefa.

Embora os benefícios das ferramentas de RPA sejam evidentes, diversas considerações devem ser levadas em conta na aquisição de uma delas. Essas considerações envolvem a natureza e dimensão do problema a ser resolvido, governança da solução, robustez, sustentabilidade e escala.

Pode-se optar por ferramentas gratuitas ou pagas. Optar por uma solução gratuita pode parecer bom de início, mas os recursos de uma solução licenciada podem se mostrar necessários ao logo do tempo.

Quando a área de atuação em um projeto envolve riscos e políticas delicadas, a opção provavelmente será por soluções de empresas especializadas que contam com compliance, governança e suporte à gestão de mudança. Nesse caso as ferramentas gratuitas deixam mais a desejar, o que exigiria mais da equipe nesses aspectos.

Quanto ao nível de sofisticação, é obvio que as ferramentas gratuitas dificilmente chegam ao patamar das ferramentas pagas e se o nível de complexidade exigida for muito alto, envolvendo os mais diversos recursos de IA, então, uma plataforma robusta e licenciada pode ser mais adequada.

Contudo, se um projeto não possui recursos os financeiros necessários, a escolha provavelmente será uma ferramenta gratuita ou uma ferramenta que pode ser fornecida no plano freemium.

Embora atualmente o open source não venha liderando o caminho do RPA, espera-se que mais empresas de RPA ofereçam versões de teste / freemium gratuitas de seu software, pois isso lhes permite exposição a mais empresas. As versões freemium são gratuitas com exceção de funcionalidades que requerem uma licença paga. Elas são especialmente atraentes para empresas menores que desejam automatizar tarefas relativamente simples.

Contudo, só resta dizer que é inegável o avanço e os benefícios que as ferramentas de RPA representam. Mas, apesar de todo esse avanço no mundo da automação, é necessário utilizar bom senso quanto às tarefas que devem ou não ser automatizadas e como elas devem ser automatizadas, pois o assunto também envolve realocação humana.