EZUTE CONTINUA APOIANDO IAT (PARANÁ) E DAEE (SP) NA EVOLUÇÃO DOS SISTEMAS DE OUTORGA

A Ezute assinou novos contratos com dois importantes órgãos de gestão de recursos hídricos: o Instituto Água e Terra (IAT) do Paraná e o Departamento de Águas e Energia Elétrica do Estado de São Paulo – DAEE.

As renovações da parceria com as duas renomadas instituições reforçam o trabalho desenvolvido com sucesso pela Ezute nos últimos anos, elevando a qualidade do serviço prestado e motivando ainda mais a obtenção de novos resultados que contribuam para a qualidade de vida nos estados.

IAT

O trabalho com o IAT, consiste na sustentação e evolução do SIGA-PR – Sistema de Informações para Gestão Ambiental e de Recursos Hídricos do Paraná. O projeto faz parte de um grande programa de modernização dos processos de licenciamento, outorga, fiscalização e monitoramento ambiental do estado, iniciado com a Fundação Ezute em 2017.

O SIGA-PR promoveu maior agilidade, qualidade e transparência na gestão ambiental e de recursos hídricos, fazendo com que os diversos órgãos trabalhassem de forma mais eficiente e integrada. E o resultado foi a redução de tempo e custo dos processos, além da efetiva melhoria da prestação de serviço ao cidadão.

Rio Tibagi (Paraná)

DAEE

A parceria com o DAEE existe desde 2008, quando a Ezute iniciou o desenvolvimento de sistemas para gestão dos recursos hídricos da autarquia, como Sistema de Outorga e de Fiscalização que simplificaram os procedimentos de outorga eletrônica e fiscalização no âmbito dos recursos hídricos do estado.

O objetivo de desburocratização do processo de outorga, iniciado em 2018, foi implementado com êxito, culminando na evolução de novos processos de gestão, tal como o papel zero; o uso de assinatura eletrônica e a evolução da fiscalização e de ferramentas de análise.

O novo contrato assinado neste mês de setembro, visa a sustentação dos Sistemas de Informação de Recursos Hídricos desenvolvidos pela Ezute, por meio da manutenção evolutiva, do suporte operacional e do desenvolvimento de novas funcionalidades.

Para mais informações sobre o case da Ezute com o DAEE, clique aqui.

Perfuração de poço tubular profundo outorgada pelo DAEE