São Paulo Transportes S/A

A Fundação Ezute apoiou desde o início as atividades de especificação do bilhete eletrônico e a implantação dessa tecnologia no município de São Paulo. Já em 2002, a São Paulo Transportes S/A (SPTrans), autarquia que gere o sistema de transporte público por ônibus e vans na capital paulista, tinha clareza da importância e urgência de modernização no setor, mas encontrava dificuldade para enfrentar e domar um ambiente complexo e insular. O objetivo era integrar 14,5 mil ônibus e vans ao novo modelo de transporte da cidade. A Ezute trabalhou na elaboração do Centro de Sistema Integrado de Monitoramento e do Sistema de Bilhetagem Eletrônico. A tecnologia brasileira ainda não tinha enfrentado processo com tamanha complexidade no serviço público metropolitano. E a solução foi construída passo-a-passo, exigindo melhorias permanentes.

O Bilhete Único representou uma quebra de paradigmas e deixou um legado social, aprovado pelos paulistanos, principalmente quando evoluiu para oferecer diferentes aplicações como o cartão do estudante, do idoso e para promoções em dias comemorativos.