Ezute apoia o Mapeamento Digital de São Paulo

A Fundação Ezute conquistou contrato com a Prefeitura de São Paulo para o gerenciamento e fiscalização do Projeto de Mapeamento Digital da capital paulista. Com esse contrato, a instituição ficará responsável por avaliar a qualidade dos produtos e processos produtivos do mapeamento digital da cidade, apoiando a Prefeitura no gerenciamento do consórcio que realizará o mapeamento, e organizará, ainda, toda a documentação resultante desse levantamento. O contrato foi firmado em novembro, com vigência de 22 meses.

Com o Projeto de Mapeamento Digital, a Prefeitura atualizará a base cartográfica de suporte aos sistemas de informação e aos processos de negócio de cada secretaria, com uma melhor gestão do território. Será mapeada uma área total de 1.688 km² do município (250 metros além dos limites do município, sobre as áreas pertencentes a cidades vizinhas).

Para este trabalho, a Fundação Ezute irá aplicar toda sua expertise no gerenciamento de projetos complexos, implantando soluções de sucesso adotadas anteriormente como a Atualização da Base Cartográfica de Apoio ao Cadastro Ambiental Rural do Estado do Tocantins, desenvolvido para a Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Tocantins; o Mapa Digital da Cidade 2004, desenvolvido para a Secretaria de Planejamento do Município de São Paulo; e o Projeto de Atualização Cartográfica do Estado de São Paulo (Mapeia São Paulo), desenvolvido para a Empresa Paulista de Planejamento Metropolitano (Emplasa).

Além dos conhecimentos e equipe especializada, a Fundação Ezute utilizará softwares específicos para análise da qualidade de processos e produtos cartográficos e do mapeamento da vegetação. Também serão utilizadas ferramentas de processamento de imagens digitais, processamento de dados laser e estações fotogramétricas digitais.