Conhecimento é o principal insumo da Ezute em projetos de Defesa

Soluções e serviços especializados para o segmento serão apresentados pela Fundação durante a LAAD 2019

A participação da Fundação Ezute na gestão técnica complementar de projetos de Defesa continua ativa. Durante a LAAD 2019 a equipe da Ezute apresenta sua ação integradora em projetos como do Míssil Antinavio Nacional de Superfície (MANSUP), que se encontra no final do desenvolvimento, bem como suas atividades de absorção e transferência de tecnologia em projetos como o Programa de Desenvolvimento de Submarinos (PROSUB).  No caso do MANSUP, o último protótipo será lançado em junho desse ano, quando então começará a fase de transformação do míssil em produto industrial, depois de dois testes já realizados pela Marinha do Brasil, em março ultimo e em novembro do ano passado..

“Nosso  principal insumo é o conhecimento para a concepção de soluções inovadoras e o desenvolvimento de programas de alto valor tecnológico”, afirma  o diretor-presidente da Ezute, engenheiro Delfim Ossamu Miyamaru. Durante a LAAD 2019, Delfim falará sobre a ampliação e diversificação das plataformas de serviços especializados prestados pela Fundação em projetos de engenharia e implantação de sistemas, e na execução de projetos de gestão.

É o caso do Sistema de Vigilância da Amazônia (SIVAM) da Força Aérea Brasileira, que garantiu a conquista da independência tecnológica do país em seu sistema de tráfego aéreo; da assessoria técnica e de concepção prestada ao Sistema de Gerenciamento da Amazônia Azul (SISGAAz), da Marinha do Brasil; e da concepção preliminar do atual SISFRON, projeto estratégico do Exército Brasileiro.